O que é HTML, CSS e PHP? Como funcionam?

Neste post estarei falando sobre as principais linguagens da “web” ou seja, utilizada na maioria dos sites online. Uma “breve” explicação sobre HTML, CSS, e PHP. Explicando como elas funcionam e se relacionam. Assista o vídeo e saiba como são os sites por baixo do vestido.

O que é HTML?

Ao contrário do que muitas pessoas pensam e dizem, HTML não é uma linguagem de programação. Ai você diz “Como assim? Meu mundo caiu…”, calma, HTML não é uma linguagem de programação e sim uma linguagem de marcação. Ou seja, exemplificando, no HTML não existe variáveis, e nem como realizar cálculos matemáticos, por isso ela não é uma linguagem de programação. HTML é para marcar o conteúdo afim de que o computador possa interpretar esse conteúdo, por isso seu nome HyperText Markup Language que significa Linguagem de Marcação de Hipertexto.

Exemplo:

No trecho de código acima, estamos informando um título e um paragrafo, e a máquina vai intender exatamente a mesma coisa, por causa da marcação HTML.

O que é CSS?

Quando o HTML foi criado, o objetivo não era o estilo, então nenhuma atenção foi dada para formatação de fonte e conteúdo como conhecemos hoje em dia, mas conforme a linguagem foi ganhando adeptos e foi se popularizando houve ela foi se transformando e evoluindo até então ficar muito complexa. Até que Håkon Wium Lie teve a brilhante ideia de organizar a estilização do conteúdo fora da marcação HTML e propôs o CSS pela primeira vez em 1994. Mas o CSS só foi lançando oficialmente em 1996 pela W3C.

A sintaxe do CSS é muito simples e ao mesmo tempo muito poderosa. E a linguagem é escrita da seguinte forma:

O sintaxe é   seletor { propriedade : valor ; }. No exemplo acima temos o seletor da DIV informando que em todas as div’s do meu HTML a cor do texto será vermelha. Na segunda linha temos um seletor com um ID (Em um documento HTML deve existir apenas um ID, ou seja cada ID deve ser único, caso necessite repetir uma regra pra vários elementos utilize classes.) ou seja, apenas o elemento que obtém este ID será aplicada o estilo. Nosso terceiro seletor é composto por uma classe, esse seletor é usado para estilizar vários elementos, e um elemento pode ter várias classes combinando assim estilos.

O último seletor do nosso exemplo é um bem complexo, ele está dizendo aplique o seguinte estilo no elemento a que contém a classe .active que está dentro de uma nav com o ID #menuprincipal e que esteja dentro do header do meu documento.

A sintaxe CSS é bem simples, e o que você pode fazer com ela é assombroso.

O que é PHP?

PHP é uma linguagem de programação de diversas aplicações, mas ela é muito utilizada na web, tomando a forma de sites e até sistemas institucionais. O PHP é uma linguagem open-source, ou seja qualquer um pode ver o código fonte e ver como funciona e é uma linguagem grátis, sustentada por um vasta comunidade pronta para ajudar quem necessita.

O PHP é uma linguagem de script ou seja, uma linguagem interpretada, diferentes de outras linguagens de programação que são linguagens compiladas, como C#, C++, Java e etc… Quando você acessa um site, é enviado uma requisição de arquivo, se nenhum arquivo for informado o Apache que é responsável por essa requisição entende que você está buscando o arquivo índice, ou padrão, que é o arquivo “index”. Depois que o Apache já sabe qual é o arquivo que você está buscando, ele pega o arquivo e “fala pro PHP: Interprete este arquivo pra mim.”, assim que o PHP termina de interpretar o arquivo ele devolve pro Apache o resultado e este por sua vez manda pra você o arquivo interpretado que não mais é agora do que um simples arquivo HTML.

Conclusão

Se compararmos um site a um carro, o HTML seria o Chassis e Lataria, é a estrutura que sustenta o site, o CSS seria os detalhes da lataria, a cor da lataria, formato do farol, e etc, tudo o que se refere ao visual do carro, o que deixa bonito. E o PHP seria o motor, é o que faz funcionar, a parte que se “movimenta”. O combustível poderia ser um banco de dados ou uma regra de negócio…

Não deixe de comentar e deixar suas opiniões, dúvidas e sugestões.

Carlos Amaral

Programador, entusiasta da tecnologia, admirador da cultura japonesa e cristão protestante. Nascido em Porangatu interior de Goiás, cursou Sistemas de Informações tendo que abandonar na metade para uma mudança geográfica. Veio parar em Joinville - SC, capital da dança, onde atualmente está trabalhando com programação web e constituindo família.